Previdência privada ou consórcio: qual é o melhor investimento?

Com as constantes mudanças nas regras para aposentadoria pelo INSS (Instituto Nacional de Previdência Social), muitos brasileiros já buscam outras formas de obter um rendimento mensal na terceira idade para garantir a segurança financeira. E aí surgem as dúvidas sobre a melhor forma de investimento: previdência privada ou consórcio?

Newcon - Previdência privada ou consórcio: qual é o melhor investimento?

Com as constantes mudanças nas regras para aposentadoria pelo INSS (Instituto Nacional de Previdência Social), muitos brasileiros já buscam outras formas de obter um rendimento mensal na terceira idade para garantir a segurança financeira. E aí surgem as dúvidas sobre a melhor forma de investimento: previdência privada ou consórcio?

 

Neste texto, vamos esclarecer como funcionam essas duas modalidades para que você consiga fazer a melhor escolha para o seu perfil. Acompanhe!

Como funciona a previdência privada?

A previdência privada pode ser feita com o intuito de complementar a renda obtida pelo INSS. Ela também funciona como uma poupança, pois você opta por transferir um valor fixo mensal ou um montante total. A grande diferença é a cobrança de um percentual de imposto de renda.

 

A Caixa Econômica Federal, por exemplo, tem planos de previdência privada com uma aplicação inicial de R$ 35,00 por mês. O cliente pode optar por aumentar o valor conforme sua condição financeira. A cobrança do imposto de renda é feita com base no tempo que o dinheiro fica guardado. Um período de 2 anos tem uma taxa de 35%, enquanto um prazo de mais de 10 anos apresenta um índice de 10%.

 

Portanto, a previdência privada torna-se mais vantajosa para quem deseja fazer um investimento em longo prazo. Conheça outras características da previdência privada:

- opção de aporte único ou mensal;

- capacidade de escolher sacar um montante mensal ou único;

- possibilidade de resgatar o valor caso o cliente desista do plano;

- pagamento de um percentual sobre o imposto de renda; 

- taxa de administração

- taxa de carregamento (entrada e saída).

 

Os valores e percentuais podem mudar conforme a instituição financeira escolhida.

Como funciona o consórcio?

O consórcio é uma modalidade mais flexível de investimento. O consumidor opta por entrar em um grupo de pessoas que desejam obter um valor total específico. Para isso, faz aportes mensais e aguarda ser contemplado. Outra opção é realizar um lance maior para ser beneficiado mais cedo.

 

A grande vantagem desse modelo é a inexistência de burocracia e a possibilidade de escolher entre diferentes propostas e parcelas. Entenda outras características do consórcio:

- investimento em médio e longo prazo;

- possibilidade de utilizar o saldo do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço);

- inexistência de taxa de entrada;

- pagamento de uma taxa administrativa e um seguro que já são incluídos nas parcelas mensais;

- possibilidade de vender a carta contemplada e ganhar um dinheiro extra.

 

Afinal, qual é a melhor opção de investimento?

Tudo vai depender da intenção do cliente, da possibilidade de pagamento e do seu perfil. Quem não se importa em armazenar o dinheiro por longos anos para ter um rendimento médio anual de 11%, poderá preferir a previdência privada.  

 

Contudo, o consumidor precisa lembrar que pagará um percentual de imposto de renda ao final do processo. Sendo assim, é necessário subtrair do total de rendimento o valor gasto com as taxas do banco e do imposto de renda.

 

O consórcio, por sua vez, torna-se uma excelente opção para quem deseja investir em um imóvel, comprar um veículo ou lucrar no futuro. O cliente apenas precisa ter ciência de que a contemplação da carta de crédito poderá ocorrer logo nos primeiros meses ou ao final do prazo.

 

A grande vantagem é a ausência de cobrança de taxas e de um percentual de imposto de renda. Além do mais, o consumidor tem a opção de vender a carta de crédito contemplada e ter um ganho financeiro.

 

Enfim, é preciso compreender como funcionam as modalidades de previdência privada e consórcio antes de fechar qualquer contrato. Saiba como funciona o consórcio contemplado antes de tomar uma decisão!

 

Quer saber como
investir seu dinheiro?